domingo, 16 de setembro de 2018

IDH: Síria, Líbia e Venezuela estão entre os países que mais pioraram

Nos últimos cinco anos, os países que mais caíram no ranking geral do IDH são Síria(queda de 27 posições), Líbia (queda de 26 posições), Iêmen (queda de 20 posições) e Venezuela (queda de 16).

Os três primeiros sofreram com guerras civis, que impactaram as condições de saúde, educação e renda. Já os dados da Venezuela caíram devido à degradação da situação econômica e política do país.
Ainda assim, a Venezuela está uma posição à frente do Brasil no ranking do IDH - nos anos de Hugo Chávez, o país viveu um rápido crescimento.

Estar na escola não é o mesmo que estar aprendendo na escola

Com o passar dos anos, os países avançaram em escolaridade, colocando mais crianças na escola. Mas o Pnud alerta que "estar na escola por mais tempo não significa possuir melhores capacidades e habilidades".
Nos países de baixo desenvolvimento humano, por exemplo, há em média 1 professor para cada 41 alunos do ensino primário. Já nos países de alto desenvolvimento humano, existe cerca de 1 professor para cada 14 alunos. Entre um e outro, há um longo caminho para percorrer.
Outros desafios são a capacitação dos professores e o acesso a tecnologias da comunicação.
O alerta do Pnud também vale para o Brasil. Os indicadores do Pisa, que medem a qualidade do aprendizado em matemática, leitura e ciência, estão abaixo dos latino-americanos Argentina, Chile, Uruguai, México, Colômbia.

Nenhum comentário: