quarta-feira, 6 de maio de 2020

As Pedras do caminho de Álvaro Dias

Por Rafael Jácome

Em reforma administrativa, prefeito de Natal pretende cortar 50 ...

















Por Rafael Jácome

O prefeito Álvaro Dias continua bem avaliado pelos natalenses, vai firme para renovar seu mandato. Todos sabem que ele encontra dificuldades em montar um grupo fiel ao seu lado, pois, mesmo sem ter no momento uma forte oposição, ainda não conseguiu adesão de aliados dispostos a defendê-lo quando as metralhadoras dos adversários começarem a funcionar. Ele sabe que na sua caminhada tem várias pedras no caminho, analisemos algumas:

1) Impestuoso -  toma decisão sem ouvir os seus assessores e conselheiros, se move com rapidez e "violência", nem sempre agradando os seus aliados. Aliás, muitos declaram ser esquecidos.

2) Os assessores - para descrever a verdade e "trocando em miúdos": nas suas competências específicas permanecem de mãos atadas, esperando as determinações do prefeito. A morosidade é uma das grandes consequências.


3) Seu secretariado - maior parte oriundos do governo do ex-prefeito Carlos Eduardo, um relacionamento difícil, sempre com surpresas, algumas desagradáveis e conflitantes com as decisões de Álvaro Dias. Desde da campanha de seu filho Adjuto Dias a deputado estadual, ele fala em renovar e, aos poucos, vem acontecendo. Além disto, encontramos disputas internas, declarações não amigáveis, denúncias, enfim conflitos que necessitam a intervenção do prefeito. 


4) Os vereadores da sua base - ávidos por cargos e vantagens são poucos os confiáveis, algumas exceções, mas a própria experiência na campanha do filho supracitada, apoiado por vários vereadores teve apenas 7.939 votos, com uma super estrutura montada, o que demonstra o cuidado que deve ter. O que vai acontecer se Álvaro Dias não honrar os compromissos com os seus edis? Comentam que irão focar exclusivamente em suas campanhas.

5) Carlos Eduardo - todos sabem que o ex-prefeito pode ser a chave da renovação do mandato de Álvaro Dias, mas, o que comentam é que ele não moverá um só passo na campanha do seu aliado. Muitos até pagam para ver um sorriso dele em cima do palanque. Caso isto seja confirmado, teremos muita dificuldade para a transferência dos votos. Vamos aguardar!

6) Os adversários - ainda estão em fase de estudos: não encontraram discursos impactantes, nomes fortes, aliados, estratégias, ... aguardam novidades e necessitam de organização, mas virão com muitas frentes de combates. 

7) A fragmentação e desvalorização das lideranças comunitárias - diante de um quadro tão difícil e repugnante que passa a classe política, as lideranças comunitárias serão fundamentais, mesmo que muitos vereadores não aceitam a importância dos mesmos, para levá-lo até aos eleitores das suas comunidades. Citando novamente a eleição do seu filho: quando as lideranças são esquecidas, o voto não aparece! As campanhas passadas nos ensinam isto.

8) O movimento das nominatas constituídas por líderes comunitários - Álvaro Dias precisa conhecer de perto os pré-candidatos destas nominatas. São vários atores comunitários que podem decidir uma campanha, tem muitos irritados com o tratamento que vem recebendo por parte dos secretários da prefeitura e cobram atitudes do prefeito. Esta cobrança terá efeito na campanha!

Temos ainda algumas outras pedras no caminho de Álvaro Dias, mas avaliaremos em uma outra oportunidade. Com certeza o nobre leitor elencaria tantas outras. Cabe ao prefeito Álvaro Dias tomar as decisões certas para retirá-las do caminho. Elas podem parar o processo de crescimento e despencar uma grande crise e/ou decepção eleitoral. O tempo dirá!

2 comentários:

JOÃO BATISTA TORRES disse...

Bom dia!!!
@⁨Rafael Jácome⁩ ,meu pastor!!! Excelente artigo, principalmente quando se fala no parágrafo subsequente do artigo, da não valorização das lideranças comunitárias, se a gente, fizer um olhar crítico das lideranças que estão do lado de ÁLVARO DÍAS, poucos deveriam ser chamado de lideranças, outras até não faz mais jus ao nome, porquê todos nós temos o nosso momento, inclusive na política... Acho que o plano do prefeito é se chegar às lideranças aos 45 (dias) da eleição, alguns iram o acompanhar visando cargos lá na frente e outros o vão acompanhar por outros interesses... Se isso acontecer ficará difícil pra mim o apoia-lo, porque o cara, pouco fez junto com C.E por minha comunidade, o Planalto hoje é um dos bairros que mais cresce em Natal, porém um dos mais abandonado, temos quase 62 mil moradores, apenas 30% de pavimentação e drenagem, das quais boa parte foram feita pela CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, devido os empreendimentos imobiliários construído no bairro, aqui existe apenas uma quadra de esporte SUCATEADA, não tem praça, campo de futebol e nem uma academia da terceira idade... Sem contar a precariedade da saúde e educação, se não fez até hoje, não foi por falta de pedidos, por tenho vários ofícios solicitando o que descrevo aqui das nossas dificuldade comunitárias, então se o prefeito não tem condições de atender o pleito daqueles líderes que poderia ser seu aliado, fica difícil!!! todos sabem que o melhor discurso é o da oposição... Já disse aqui uma vez, imagine um candidato a vereador da comunidade, vivenciando o abandono da comunidade junto com os moradores e no pleito a candidato (a) levar seus ofícios encaminhados a várias secretárias e que nunca foram atendidos, um carro de som quase que 8 (horas) por dia orientando a população da comunidade o quanto é difícil a gestão Álvaro Dias... isso eu, ou qualquer outro candidato aqui do Planalto poderá fazer com RESPALDO E EMBASAMENTO no que vai fazer. Graças a Deus!!! eu com outros pré candidato aqui do Planalto, somos bem acolhido perante a população, porque quando a população sofre e sente na pele elas se uni a você, é fato!!! As atividades que eu realizo no bairro Planalto, eu nunca precisei de prefeito, Vereador, deputado estadual e federal e por aí vai... Entendam não estou dizendo que sou melhor que ninguém, jamais até porque todos tem a mesma capacidade porque tem amigos e apoiadores pessoal, a própria população, estou querendo dizer com isso, que a gente sem apóio desses que estão no poder estamos livres... Então, Álvaro Dias, chegar nos 45 dias da eleição não será interessante pra mim, aí alguém pode dizer, xi... João quer cargo, é não vivi sem eles até agora, o que João queria era os ofícios dele atendido e um bairro Planalto melhor de se viver.

Anônimo disse...

BOM DIA
GRANDE MATERIA FEITA
PARABENS