sexta-feira, 15 de maio de 2020

E agora MP, quem está com a verdade?


Ministério Público do RN faz balanço das ações implementadas em ...


Por Rafael Jácome


O Ministério Público estadual entrou com um Inquérito Cível contra o SENAC/RN acusando-o de ter negado informações sobre a reforma do Hotel Escola Barreira Roxa, além de afirmar que "os recursos empregados na obra de reforma sobejam os custos ordinários de reformas dessa espécie".

Em entrevista ao jornal Tribuna do Norte Marcelo Queiroz, presidente da Fecomércio/RN, desmentiu os argumentos do MP: "nunca negamos informações. Fomos procurados uma única vez e nos colocamos à disposição...Há uma série de informações truncadas nas alegações do MP, o montante estimado de R$ 36 milhões, dizia respeito a obra, mobiliários e equipamentos, e, todos realizados e adquiridos com licitações públicas e com prestações de contas já aprovadas... o MP usou dos índices do Custo Unitário Básico - CUB, não é justa esta comparação. Por fim, ainda há uma outra questão: o próprio TCU, nosso órgão máximo de fiscalização desaconselha o uso do CUB, ele recomenda o uso do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices de Construção Civil (SINAPI) e pesquisa foi o que utilizamos na obra do Barreira Roxa."

Com relação a atitude que o Senac terá no inquérito, Marcelo Queiróz foi enfático "iremos nos defender dentro da esfera jurídica".

Diante das afirmações seguras do presidente da Fecomércio as pessoas estão querendo saber: quem está com a verdade? 























Nenhum comentário: