sexta-feira, 8 de maio de 2020

O UNICEF espera um boom de bebês desencadeado pela pandemia.

Coronavirus Unicef pandemia nascite boom



À sombra da pandemia, nascerão 116 milhões de crianças: é a estimativa do UNICEF, calculando uma pandemia global nove meses após a declaração do Covid-19, ou seja, desde 11 de março.

"Novas mães e bebês serão recebidos por realidades difíceis, incluindo medidas globais de contenção, como isolamento e toque de recolher, centros de saúde sobrecarregados com esforços de resposta, falta de suprimentos e equipamentos e falta de um número suficiente de assistentes de parto qualificados, uma vez que os profissionais de saúde, incluindo parteiras, foram transferidos para o atendimento de pacientes do Covid-19 ", sublinha o diretor da Unicef ​​Itália, Francesco Samengo, em nota por ocasião do Dia das Mães, reconhecido em maio em mais de 128 países.

Os países com o maior número de nascimentos esperados nos 9 meses após a declaração da pandemia são: Índia (20,1 milhões), China (13,5 milhões), Nigéria (6,4 milhões), Paquistão (5 milhões) e Indonésia ( 4 milhões).
A maioria desses países apresentava altas taxas de mortalidade neonatal mesmo antes da pandemia e podia ver esses níveis aumentar com os efeitos do Covid-19. Até os países mais ricos são afetados pela crise.

Nos Estados Unidos, sexto país em termos de nascimentos esperados, mais de 3,3 milhões de bebês devem nascer entre 11 de março e 16 de dezembro.

Em Nova York, as autoridades estão procurando centros alternativos de parto, pois muitas mulheres grávidas estão preocupadas em dar à luz em hospitais.

Fonte - AGI






Nenhum comentário: